Uma palavra às minhas amigas divorciadas

Minha querida amiga, assim como você, também sou uma mulher que passou por esse processo doloroso. Assim como você, também senti vergonha, queria me esconder de tudo e todos. Nos sentimos culpadas, fracassadas, humilhadas e como mulheres cristãs nos sentimos julgadas e sem lugar dentro da igreja. Muitas vezes nos parece que dentro da igreja só existem dois tipos de mulheres, as casadas e as solteiras. Mas eu quero compartilhar com vocês o que nesses 5 anos eu tenho experimentado da parte de Deus. Tenho encontrado nos evangelhos um Jesus que tem predileção por mulheres em situações, digamos assim, um pouco “delicadas”. Como a mulher samaritana, a mulher do fluxo de sangue, Maria irmã de Lázaro, a viúva de Naim, a mulher Cananéia, todas elas tinham algo em comum: a dor, a vergonha, a solidão, o desprezo, a rejeição… Quando elas tiveram o seu encontro com o Mestre, suas vidas nunca mais foram as mesmas. Cada noite que eu passava aos pés do Senhor, cada madrugada chorando e orando, Ele me levantava, renovava as minhas forças, me consolava com sua Palavra, restaurava a minha identidade de filha de Deus. Hoje eu posso dizer com toda propriedade que Ele quer preencher os seus vazios, encher todas as lacunas do seu coração, tirar as suas vestes de vergonha e te revestir com dignidade. Ele quer trocar as suas vestes de luto e te dar vestes de alegria.

Erga a cabeça mulher! Pois o teu marido é o teu criador, Senhor dos Exércitos é o seu nome! (Isaías 54,5)

Muitas vezes vem o desânimo, a vontade de não arrumar a casa, de não mais ter o prazer em fazer as atividades diárias que você fazia quando estava casada. E ao ler essa leitura de Isaías, numa certa noite em minha cama, Deus me disse: Faça para mim! E assim, para minha surpresa, o gosto e o zelo pela minha casa passou a ser maior, porque eu tinha um motivo e o motivo era o Senhor.

Eu sei que muitas vezes parece loucura, talvez você vai dizer,mas Priscila isso já é um pouco demais não! Eu também acho rs, aos olhos humanos isso é loucura, mas eu só sei que foi assim que Deus foi me curando e me restaurando. E assim, nessa loucura divina do amor de Deus por nós, vamos sendo trabalhadas por Ele, nesse caminho de dor, vamos sendo moldadas nas mãos do Oleiro, vamos amadurecendo, florescendo e você vai percebendo o quão preciosa é aos olhos de Deus.

Volte para a igreja.

Umas das coisas que o inimigo faz em nossas mentes, é colocar a mentira de que não somos aceitas na igreja. E isso é uma mentira para que você se afaste da comunhão com Deus, dos sacramentos, da vida com os irmãos. Sim, é verdade que quase não se fala sobre as pessoas divorciadas. Sim, é verdade que não ouvimos muitas pregações com palavras de encorajamento e consolo para nós. Eu sei muito bem disso. Mas aí não é culpa da igreja, aqui estou me referindo a igreja católica, na qual eu faço parte. A igreja é mãe, e todas as vezes que conversei com um sacerdote fui acolhida, encorajada, aceita. O problema está nas pessoas, elas não sabem lhe dar com o assunto Divórcio.

Não sei como você se encontra hoje, mas minha amiga, não importa a sua condição, se está sozinha, se está com outra pessoa, se está orando para que seu esposo volte, independente disso não se afaste da mãe igreja. Busque fazer algo pela construção do Reino, vai servir ao Senhor. Se você está sozinha, se dedique ao Senhor na sua igreja, participe da Santa Missa, busque o sacerdote e assim Deus vai fazendo a obra na tua vida!

ps: Teria muitas outras coisas pra falar, mas o texto iria ficar muito grande. Prometo que farei outro post a respeito disso.

Com amor,

Priscila

Um comentário sobre “Uma palavra às minhas amigas divorciadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s